O que é o CNO?

Os Centros Novas Oportunidades constituem um meio privilegiado para dar resposta às necessidades de qualificação da população adulta, dispondo, para isso, de equipas qualificadas e especializadas no trabalho a desenvolver nas várias etapas de intervenção.

O Centro Novas Oportunidades tem como missão:

Assegurar a todos os cidadãos maiores de 18 anos uma oportunidade de qualificação e de certificação, de nível básico, secundário ou profissional, adequada ao seu perfil e necessidades, no âmbito da sua área territorial de intervenção;

Promover a procura de novos processos de aprendizagem, de formação e de certificação por parte dos adultos com baixos níveis de qualificação escolar e profissional;

Assegurar a qualidade e a relevância dos investimentos efectuados numa política efectiva de aprendizagem ao longo da vida, valorizando socialmente os processos de qualificação e de certificação dos adquiridos.

Etapas de Intervenção no Centro de Novas Oportunidades

Acolhimento: atendimento e inscrição dos adultos, esclarecimento sobre a missão do Centros Novas Oportunidades, as diferentes fases do processo de trabalho a realizar, a possibilidade de encaminhamento para ofertas educativas e formativas ou de reconhecimento, validação e certificação de competências.

Diagnóstico: análise do perfil do adulto, recorrendo, designadamente, a sessões de esclarecimento, análise curricular, entrevistas individuais e colectivas ou estratégias adequadas; identificação das melhores respostas disponíveis, face à análise efectuada.

Encaminhamento: proporcionar a informação que permita direccionar para a resposta de qualificação que seja mais adequada, podendo compreender o encaminhamento para o desenvolvimento de percursos de educação e formação exteriores ao Centro Novas Oportunidades ou para um processo de Reconhecimento, Validação  e Certificação de Competências. O encaminhamento resulta de um acordo entre a equipa do centro e o adulto, sendo realizado em função da análise das características deste último, do respectivo percurso de educação e formação e das experiências de vida, motivações, necessidades e expectativas identificadas nas actividades de diagnóstico.

Reconhecimento de competências: Identificação, pelo adulto, dos saberes e competências adquiridos ao longo da vida, através de um conjunto de actividades assentes na metodologia de balanço de competências e na utilização de instrumentos diversificados de avaliação, por meio das quais o adulto evidencia as aprendizagens efectuadas, dando início à construção do portefólio reflexivo de aprendizagens.

Validação de competências: avaliação das competências adquiridas ao longo da vida por confronto com os referenciais de competências-chave. A validação compreende a auto-avaliação do portefólio reflexivo de aprendizagens, em articulação com a hetero-avaliação dos profissionais de RVC e dos formadores das respectivas áreas de competências-chave.

Certificação de competências: apresentação do adulto perante um júri de certificação com vista à certificação de competências validadas.