Centro Novas Oportunidades

A Profisousa foi acreditada como promotora de centros RVCC com o Despacho número 18527/2002, de 22 de Agosto, publicado em Diário da República, Série II, número 193, de 22 de Agosto de 2002 e viu essa acreditação ser renovada pelo Despacho número 11414/2006, de 25 de Maio, publicado em Diário da República, Série II, número 101, de 25 de Maio de 2006.


O CNO da Profisousa está operacional desde 15 de Janeiro de 2003 e deu consistência à missão da Profisousa, que procura reduzir o défice de qualificações escolares e profissionais da população e contribuir para a eliminação da baixa certificação existente no contexto regional do Vale do Sousa, com o objectivo de fortalecer a educação e formação ao longo da vida.


Entre 2003 e 2007, a acção dos CNOs foi baseada nas linhas chave definidas no Mapa Estrutural de Centros e pela Portaria 1082-A/2001, de 5 de Setembro. Em 2007, surgiram novos documentos orientadores: a Carta da Qualidade e a portaria nº86/2007 de 12 de Janeiro. Com a portaria nº 370/2008, de 21 de Maio, novas linhas orientadoras para a acção do Centro foram introduzidas.


As mudanças introduzidas pelas novas linhas orientadoras, a candidatura do POPH no âmbito do QREN, algumas mudanças e o acréscimo de novos membros e novas funções na equipa pedagógica (nomeadamente a figura do Técnico de Diagnóstico e Encaminhamento), a circunstância da implementação do Referencial de Competências-Chave para o nível Secundário e as primeiras certificações neste nível, levaram a um grande esforço de adaptação por parte do CNO da Profisousa. O ano de 2008 foi, por isso, considerado um ano de reforço.
Em geral, o propósito dos CNOs manteve-se enquanto estruturas que constituem um meio privilegiado para ir de encontro às necessidades de qualificação da população adulta. (Despacho nº370/2008, de 21 de Maio).


Por isso mesmo, o CNO é uma porta de entrada, de banda larga, para todos os adultos que desejam continuar os seus percursos qualificantes de educação e formação, promovendo, assim a aprendizagem ao longo da vida.


A actividade dos Centros Novas Oportunidades é dirigida a adultos sem qualificações ou com qualificações inapropriadas ou insuficientes para fazer face às necessidades dos indivíduos e do mercado de trabalho, garantindo a orientação dessas pessoas para as respostas mais apropriadas e, se necessário, levar ao desenvolvimento de processos de reconhecimento, validação e certificação de competências adquiridas ao longo da vida, que podem ser completados através de cursos de formação de variada duração, dependendo do diagnóstico de necessidades (Portaria nº370/2008, de 21 de Maio).